Filme Soul Mensagem: O Que Aprendi

Filme Soul Mensagem: O Que Aprendi

0 Por Felipe Leite
Spread the love

O que falar de Soul, a animação da Pixar que tem em seu nome tanto alma quanto música, que consegue ser ao mesmo tempo leve e impactante, prendendo na frente da TV desde a criança até o adulto. Confira a nossa filme soul mensagem, a animação que fala de vida.

Soul conta a história de Joe, um músico frustrado que acredita que só será feliz quando um determinado algo acontecer em sua vida. Nesse ponto, o filme já começa a nos transmitir um grande ensinamento. Estamos cada vez mais ansiosos, isso já se transformou em um fato na realidade moderna. Estamos sempre projetando nossos pensamentos para o futuro: “quando eu tiver aquele carro”, “quando eu conseguir aquele emprego, aquela casa”. E acabamos nos esquecendo de curtir a jornada.

Joe (filme Soul)
Joe (filme Soul)

É a partir desse momento que o filme começa a surpreender, não sei você mas eu super esperava que essa seria a mensagem do filme, o seu sonho vai se realizar no final e o músico frustrado acabará pleno e alegre no seu final feliz. Não que isso não aconteça mas esse conceito já termina logo no começo, quando Joe morre, caindo no bueiro. Eu falei mas ué?!

Joe antes de morrer (filme Soul)

A cena da escada que vai para a eternidade me deu um frio na barriga, todos aqueles personagens indo para a luz em um claro sinal de “acabou por aqui”, “gamer over”, “já era”. Mas a determinação de Joe em não aceitar o que lhe foi imposto e correr contra ao que já era definido foi também uma outra grande mensagem. Persistência, até na eternidade, no plano de cima ele acreditava que poderia mudar seu destino. Ele não aceitava que aquilo era o fim e que o seu grande proposito não iria se cumprir. Nessa hora não teve um adulto que não respirou fundo.

via GIPHY

O que é basicamente nossa vida, corremos atrás de um propósito, uma missão a vida inteira. E a ideia de que tudo pode acabar e você não alcançar aquilo que tanto almeja, não é uma das mais fáceis de engolir. A partir desse momento eu não pisquei o olho se quer uma vez no filme rsrs.

Ao cair da escada e ir parar no inicio de tudo, o pré-vida, onde as personalidades das almas são definidas e suas missões são dadas, o filme reforça mais uma vez esse conceito de missão. E a eterna angustia do ser humano em descobri-la, mas ai vem outro ensinamento, passamos a vida inteirinha procurando essa resposta no mundo exterior, sendo que ela está dentro de você desde o começo. É claro que é um filme e essa predestinação não acontece na realidade, mas cá entre nós a resposta sempre está do lado de dentro mesmo. É quando nos conhecemos de verdade e nos aceitamos como somos, que as coisas fluem, e o nosso propósito se apresenta de forma cristalina na nossa frente. Ponto para a Pixar de novo!

Joe tenta a todo o custo receber o passe e voltar para terra, a tempo de tocar no show de jazz que tanto queria a ponto de se passar por uma espécie de instrutor de missão, um mentor que ajuda as pequenas almas a descobrirem sua missão. Ai entra em cena a 22, deixando bem claro através do próprio nome que não é nada fácil, uma das primeiras almas a serem criadas, 22 teve inúmeros mentores desde Mahatma Gandhi a Madre Teresa. E vamos dizer que não foi nada fácil para os mentores kkkk.

22 e Madre Terese (filme Soul)
22 e Madre Terese (filme Soul)

22 não via sentido em vir a terra, e quem veria? Se pudéssemos ter um spoiler antes de vir para o terra planeta água, acho que todos seriam uma potencial 22.

O argumento de 22 era válido, quem quer estar em lugar onde todos sofrem, se frustram, alguns tipinhos de presidentes são eleitos (opa). Ninguém, mas ao longo da história 22 vai percebendo que esse é o grande lance da vida, vai dar errado mesmo, e vai dar muito certo também e esse é o legal da coisa. Seja na cena dela comendo uma pizza pela primeira vez, o legal da vida está nos pequenos detalhes. É no bilhete único sem saldo no ônibus lotado kkk, talvez eu tenha exagerado um pouco.

Veja também O QUE APRENDI COM NARUTO

A dinâmica entre Joe e 22 é a mais divertida de todas, e em cada quadro e cena de Soul temos um ensinamento marcante para levar para a vida. Se eu escrever todos, vai ficar quase do tamanho da bíblia.

Acabamos o filme com o desejo de aproveitar cada momento, tomar um sorvete, ir ao parque, falar eu te amo para quem gostamos. Não sabemos o que vai acontecer amanhã e por isso devemos viver o hoje. É bem fácil cairmos na armadilha da felicidade inalcançável que sempre está no futuro, nunca no agora. E eu termino esse post te perguntando: O que você já fez hoje para ser feliz hoje, agora? Não é para ficar triste! Mas devemos perceber cada vez mais que a felicidade está aqui e no agora. Beijo na sua soul.