O fim da eternidade resenha – Isaac Asimov

Quando comecei a ler o O fim da eternidade de Isaac Asimov, não imaginava que não iria conseguir dormir depois do último capitulo. Foi um tapa na cara meu caro!

via GIPHY

O fim da eternidade é considerado uma dos melhores livros se não o melhor livro de Asimov. A história por trás da criação do livro é um pouco bizarra, mas quando você termina o livro você percebe o quão gênio Isaac Asimov era.

É dezembro de 1953, Asimov folheia uma edição de 1932 da Revista Time quando vê um desenho de uma nuvem cogumelo típica de uma explosão nuclear. Ele começa a pensar sobre as implicações de uma referência a bomba atômica em uma revista de 1932. Ele começou a pensar sobre viagem no tempo e ca estamos escrevendo uma resenha sobre este top livro.

veja também Crítica Star Trek Discovery

O livro conta a história de Andrew Harlan, ele é membro dos Eternos, uma organização que monitora e controla o tempo. Até ai tudo bem, viagem no tempo beleza, já vem de volta para o futuro na mente. Mas o primeiro tapa na cara é que a maioria da história se passa no século 575, sim 575! Um exagero de séculos. Será que a humanidade vai chegar no século 30? Tenho minhas dúvidas.

via GIPHY

Mas a história só cresce, e faz total sentido, um verdadeiro tributo a ficção cientifica. Harlan é um técnico, ele é responsável por realizar mudanças que terão um grande impacto na realidade. Por exemplo mudar de lugar um copo que vai impedir Adolf Hitler de nascer. A história é incrível, em muitos momentos você concorda com Os Eternos em outros momentos não.

Tudo vai bem até o dia em que Harlan conhece a atraente Noÿs Lambent, e o homem fica doido. O amor causa problemas até no século 575 meu caro. O rígido Andrew Harlan se vê entre um amor impossível e o destino da humanidade em todos os tempos. Pouca responsabilidade neh?

A grande questão discutida ao todo momento em formas explícitas e implícitas é se vale a pena interferir em qualquer coisa para garantir que a humanidade seja salva.  Você se prende na história e devora o livro. O fim da eternidade é uma ótima companhia, se você já leu conta o que achou?

via GIPHY

shares